Bem-vindo: 21 Out 2019 22:35

Todos os horários são GMT - 3 horas




Criar novo tópico Responder  [ 96 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 6, 7, 8, 9, 10
Autor Mensagem
 Título: Re: Motores Flex - sinal de avanço ou atraso tecnológico ?
MensagemEnviado: 15 Ago 2016 17:53 
Offline
SILVER MEMBER
SILVER MEMBER
Avatar do usuário

Registrado em: 09 Jul 2013 19:39
Mensagens: 1102
Localização: Porto Alegre
Sempre pensei em um motor com taxa de compressão variável, tive várias idéia, mas todas eram inovadoras, nada que eu já tinha visto ser feita.

Eis que me deparo:
http://quatrorodas.abril.com.br/materia ... tores-flex

Isto era algo que eu tinha cogitado em meus delírios...hehheehhe


Voltar ao topo
 Perfil Enviar mensagem particular  
 
 Título: Re: Motores Flex - sinal de avanço ou atraso tecnológico ?
MensagemEnviado: 15 Ago 2016 18:02 
Offline
SILVER MEMBER
SILVER MEMBER

Registrado em: 10 Jan 2013 12:34
Mensagens: 4548
Localização: Montes Claros - M.G.
diogopp escreveu:
Sempre pensei em um motor com taxa de compressão variável, tive várias idéia, mas todas eram inovadoras, nada que eu já tinha visto ser feita.

Eis que me deparo:
http://quatrorodas.abril.com.br/materia ... tores-flex

Isto era algo que eu tinha cogitado em meus delírios...hehheehhe



Então Diogo, eu até já comentei a uns tempos atrás aqui no forum sobre essa nova tecnologia dos motores com taxa de compressão variável que segundo li, já é bem antiga e relançada em caráter experimental pela Saab-Scania na Europa em um salão de automóveis nos anos de 2000/2001, mas pelo que eu tb li sobre isso, esse projeto embora inovador, foi por enquanto arquivado pq acharam essa inovação a princípio um pouco complicada para ser aplicada nos motores atuais, mas o melhor de tudo é que essa tecnologia já existe disponível e os departamentos de engenharia experimental de motores das fábricas podem perfeitamente, quando julgarem conveniente e oportuno, lançarem mão dela, desenvolvendo-a ainda mais e aplicando-a na prática nos modernos motores turbo dessa nova geração downsizing ...

_________________
Jetta TSI 13/13 cinza platinum, couro beje, unichip, cold air intake, DP sem catalisador.

Creta Prestige 2.0 - 17/18 prata sand - couro marron.

HB20 1.6 confort plus 12/13 cinza titanium.

Opala coupé 1982 - verde metálica, 4400.


Voltar ao topo
 Perfil Enviar mensagem particular  
 
 Título: Re: Motores Flex - sinal de avanço ou atraso tecnológico ?
MensagemEnviado: 15 Ago 2016 18:52 
Offline
SILVER MEMBER
SILVER MEMBER

Registrado em: 10 Jan 2013 12:34
Mensagens: 4548
Localização: Montes Claros - M.G.
Só que, segundo esse artigo da revista Quatro Rodas, o departamento da Infinity da marca Nissan Motors está pronta para relançar essa nova tecnologia dos motores de compressão variável, mas pessoalmente não vejo vantagem técnica nenhuma nesse novo lançamento da Nissan, pq esse seu novo motor 2.0 turbo já equipado com essa nova tecnologia apresentou apenas 274 cvs com um torque máximo de 39,82 mkgf , muito pouco dona Nissan, comparado com o que o grupo VW/Audi já conseguiu com o seu atual motor TFSI 2.0 com injeção direta que já ultrapassou nas versões mais bravas, os 400 cvs e os 56 mkgf de torque máximo alimentados apenas com gasolinas e eles nem precisaram ainda, lançar mão dessa nova tecnologia da compressão variável ... rsrsrsrsrsrs !!!

E acredito tb que para os fabricantes de motores japoneses e demais asiáticos desbancarem os europeus e os americanos na mecânica automotiva, eles ainda terão de comer muito arroz ... kkkkkkkkkkk !!!

_________________
Jetta TSI 13/13 cinza platinum, couro beje, unichip, cold air intake, DP sem catalisador.

Creta Prestige 2.0 - 17/18 prata sand - couro marron.

HB20 1.6 confort plus 12/13 cinza titanium.

Opala coupé 1982 - verde metálica, 4400.


Voltar ao topo
 Perfil Enviar mensagem particular  
 
 Título: Re: Motores Flex - sinal de avanço ou atraso tecnológico ?
MensagemEnviado: 19 Fev 2017 13:04 
Offline
SILVER MEMBER
SILVER MEMBER

Registrado em: 10 Jan 2013 12:34
Mensagens: 4548
Localização: Montes Claros - M.G.
Colegas, somente revivendo esse tópico para lembra-los de que os atuais motores flexfuel da grande maioria das montadoras continuam com algumas variações na calibração/ajustes desses seus motores com relação a melhor e mais vantajosa escolha de ser as gasolinas ou o etanol o melhor combustível para abastece-los.

Mas a verdade é que como a maioria dos motores flex apresentam uma taxa de compressão um pouco mais elevada do que a compressão normal usada nos motores apenas a gasolina e por isso, essa maior compressão é mais apropriada para a combustão do etanol do que dessas nossas pobres e míseras gasolinas comuns/aditivadas de apenas 87 a 88 octanas, então o mais recomendado nesses casos para haver sempre um melhor rendimento e até uma maior durabilidade desse tipo de motor é evitar abastece-los somente com as nossas gasolinas comuns/aditivadas.

E por causa dessa importante característica técnica apresentada por esses motores flex, recomenda-se que deve ser acrescentado em todos os abastecimentos, um percentual de etanol que deve ser de no mínimo uns 30% para de fato ocorrer uma maior elevação da octanagem dessas nossas pobres gasolinas e assim a injeção eletrônica esses motores flex imediatamente vai reconhecer prontamente essa nova e maior octanagem dessa nova mistura de combustíveis e o resultado direto desse procedimento é que a central eletrônica desses motores vai logicamente se utilizar de novas estratégias de regulagens mais apropriadas e mais saudáveis para haver de fato, esse melhor e mais vantajoso rendimento desse tipo de motor.

E lembrando tb que dependendo do preço do etanol comparado com o das gasolinas de cada cidade, vai se ajustando as quantidades de etanol misturados nas gasolinas por ocasião de cada novo abastecimento.

E vcs podem apostar o que for que agindo assim, os motores flex da linha HB20 muito vão agradecer por esse nobre e tecnicamente vantajoso procedimento !

Obs : E pessoalmente, eu sempre vou preferir 1 milhão de vezes escolher com certeza esses motores flex do que os motores apenas a gasolina somente pelas amplas e reconhecidas vantagens técnicas que existem em abastece-los com o nosso nobre etanol no lugar desses nossos LIXOS de gasolinas e disso eu não tenho absolutamente nenhuma sombra de dúvidas ...


Assim, fica aqui mais essa interessante dica técnica aos colegas ! Valeu !

_________________
Jetta TSI 13/13 cinza platinum, couro beje, unichip, cold air intake, DP sem catalisador.

Creta Prestige 2.0 - 17/18 prata sand - couro marron.

HB20 1.6 confort plus 12/13 cinza titanium.

Opala coupé 1982 - verde metálica, 4400.


Voltar ao topo
 Perfil Enviar mensagem particular  
 
 Título: Re: Motores Flex - sinal de avanço ou atraso tecnológico ?
MensagemEnviado: 08 Jul 2019 23:47 
Offline
SILVER MEMBER
SILVER MEMBER

Registrado em: 10 Jan 2013 12:34
Mensagens: 4548
Localização: Montes Claros - M.G.
Colegas !

Estou revivvendo esse tópico pq já li por várias vezes na net e tb no YouTube que alguns famosos jornalistas brasileiros especializados na area automotiva além de vários profissionais que tem citado de boca cheia e aos 4 ventos que :

"Carro flex é igual a um pato ou seja, ele voa, nada e anda , mas faz todas essas ações de uma péssima maneira" !!!

Óbvio que eu nunca concordei e nem jamais irei concordar com esses profissionais sobre essa citação que eu a considero até estúpida , muito sem graça e ainda sem o menor fundamento técnico e que por motivos de respeito por ainda não conhecer pessoalmente esses profissionais, não citarei aqui os seus nomes.

Ora, falar isso e outras besteiras na net e no YouTube é fácil, mas dar uma explicação convincente que justifique de fato essa curiosa e insensata citação , eu não vi ainda de nenhum deles , pq para tudo em mecânica automotiva existe sim uma argumentação técnica que explica com exatidão e na lógica o porque dos fatos ocorrerem, não importa quais eles sejam.

Mas eu vou aproveitar essa citação dessa pobre ave para dizer a eles que os patos voam sim muito bem, melhor até do que muitos outros pássaros.

Nadam tb muito bem sim, melhor do que muitas outras aves ou animais e se eles não andam com a devida elegância e desenvoltura por exemplo de um homem ou de algum outro animal elegante, pelo menos ele compensa essa falha voando e nadando bem em qq temperatura da água, coisa que esses ditos profissionais jamais conseguirão fazer ... rsrsrsrsrs !!!

E com os motores flex ocorrem sim variações de rendimento de acôrdo com as preferências do projeto e das metas individuais de cada fabricante.

Assim, tem marcas de veículos que otimizam os seus motores flex para mostrarem um aproveitamento mais equiparado quando abastecidos com gasolina e tb com o etanol , mas isso ocorre apenas na teoria ...

Já alguns outros fabricantes preferem otimizar os seus motores flex para mostrarem um maior e mais nítido rendimento com etanol mas em detrimento e sacrificando esse mesmo rendimento quando se abastece apenas com as gasolinas, sendo essa a opção que considero a melhor e mais vantajosa, pq produz mais potência e torque do que qq outro motor somente a gasolina.

E para se saber basicamente quais motores flex são otimizados para determinado combustível, basta dar uma examinada nas suas fichas técnicas :

Aqueles motores aspirados flex com taxas de compressão acima de 11,5 :1 e que mostram que produzem uma diferença notável com mais torque e poténcia quando abastecidos com etanol são os exemplos de motores mais otimizados para o etanol e sem dúvida são os motores flex mais interessantes pq esses são os que apresentam os melhores rendimentos.

E aqueles motores com taxas de compressão mais baixas do que esses 11,5:1 e que mostram muito pouca diferença no rendimento não importa se abastecidos com etanol ou com gasolina são exemplos de motores pouco otimizados para esse meio têrmo com qq que seja o combustível utilizado, mas nesses casos, eles podem apresentar um rendimento até um pouco melhor com gasolina do que com etanol, porém eles serão sempre os menos eficazes em rendimento porque se eles mostram-se mais interessantes abastecidos com gasolinas, vão perder as melhores caracteristicas quando funcionando com etanol e nunca que nenhum motor a gasolina por melhor que ele seja, vai ganhar em rendimento para um motor flex quando abastecido com etanol.

Assim, notem que quanto maior for a taxa de compressão apresentada por esses motores flex, mais essa caracteristica positiva vai favorecer a obtenção de um leve maior rendimento geral com etanol e ao mesmo tempo um pior rendimento geral com gasolina pq as altas compressões de qq motor flex exigem a utilização de combustíveis de elevada octanagem e não há nenhum meio técnico de modificar essa realidade pq as caracteristicas do etanol são sempre superiores e bem mais benéficas para os motores flex de elevada compressão do que as caracteristicas apresentadas pelas gasolinas e saibam tb que sem nenhuma sombra de dúvida, quanto maior for a compressão de um determinado motor não importa se ele for aspirado ou turbo, maior tb será o seu rendimento geral mas apenas com etanol porque nenhuma das gasolinas comerciais jamais suportariam as elevadas compressões que o etanol suporta e que ele ainda tira isso fácil de letra.

Por isso que pessoalmente, eu sempre vou apreciar e preferir os motores aspirados flex com a maior e mais elevada taxa de compressão e mais ainda os motores turbo flex, pq esses não tem jeito de que eles sempre vão mostrar sem dúvida nenhuma uma boa diferença positiva em rendimento ao serem abastecidos com etanol do que com quaisquer das gasolinas.

E a explicação quanto ao rendimento dos motores turbo flex é que eles tb vão obter uma boa e notável vantagem quando abastecidos com etanol e ainda até maior do que nos motores flex aspirados pq assim, pode ser aumentada a pressão de trabalho da sua turbina melhorando-se bem mais o seu rendimento geral, situação essa impossível de ocorrer quando esses motores turbo são abastecidos somente com gasolina devido a grande diferença de octanagem que existe entre o etanol e as gasolinas, lembrando ainda que combustível de baixa octanagem favorece o aparecimento das perigosas e nocivas detonações que podem destruir qq motor em questão de segundos, por isso que existem essas limitações na obtenção de um melhor rendimento geral quando qq motor flex aspirado ou turbo é abastecido somente com gasolinas.

E finalmente, mesmo que por quaisquer motivos de alguma estratégia de marketing, os fabricantes desses motores flex anunciarem rendimentos equivalentes tanto com etanol ou com gasolina, podem apostar que na prática, sempre haverá uma comprovada ligeira vantagem positiva em rendimento para esses motores quando abastecidos com etanol do que se abastecidos somente com as gasolinas, inclusive isso já é um VELHO FATO AMPLAMENTE COMPROVADO, queiram os jornalistas ou profissionais acreditem nisso ou não !!!

Valeu colegas, é isso aí !

_________________
Jetta TSI 13/13 cinza platinum, couro beje, unichip, cold air intake, DP sem catalisador.

Creta Prestige 2.0 - 17/18 prata sand - couro marron.

HB20 1.6 confort plus 12/13 cinza titanium.

Opala coupé 1982 - verde metálica, 4400.


Voltar ao topo
 Perfil Enviar mensagem particular  
 
 Título: Re: Motores Flex - sinal de avanço ou atraso tecnológico ?
MensagemEnviado: 18 Ago 2019 22:43 
Offline
SILVER MEMBER
SILVER MEMBER

Registrado em: 10 Jan 2013 12:34
Mensagens: 4548
Localização: Montes Claros - M.G.
Colegas desse tópico, além do que já escrevi aqui sobre os motores flex, lembrei da época em que foram lançados e começaram a ser comercializados os primeiros motores 100% a etanol no nosso mercado em 1980 :

Eram os opalas e caravans , chevettes, linha fiat 147 , corcel II , linha passat, fuscas, além de vários outros mais, mas naquela época a industria automotiva nacional nem sonhava com sistemas de injeção eletrônica naqueles motores, pq ainda se usavam os carburadores e os distribuidores mecânicos de ignição com o antigo sistema de platinado e condensador e por aí vai toda essa tecnologia antiga , pouco confiável e que exigia constantes regulagens para assim se obter um funcionamento o mais regular possível daqueles motores ...

E se esses antigos sistemas de ignição e de alimentação não fossem mantidos sempre perto de 100% perfeitos na sua manutenção preventiva, ADEUS para o funcionamento correto e ideal daqueles primeiros motores somente a etanol e tb para os motores a gasolina, pq havia dificuldade principalmente nas partidas a frio nos invernos mais rigorosos e os tanquinhos de partida a frio dos veículos a etanol que eram para injetar gasolina nos carburadores mas que nem sempre funcionavam bem como deveriam e por isso, a maioria dos donos desses veículos adicionavam por conta própria pequenas quantidades de gasolina diretamente na boca dos carburadores para assim facilitar as partidas a frio ...

E isso quando não ocorriam os afogamentos dos carburadores , a queima dos platinados e condensadores, os rotores dos distribuidores tb queimavam , rachavam-se as tampas dos distribuidores , as bobinas de ignição entravam em curto-circuito e esquentavam muito cortando as faíscas do sistema de ignição , as bombas de combustível mecânicas daquela época cansavam as suas molas e assim não tinham força suficiente para bombear o combustível do tanque até os carburadores e com essa bagunça toda ocorrendo sempre sem avisos prévios, todos nós os mecânicos daquela época , nunca tínhamos sossego com os clientes pq os motores sempre mostravam com frequência , problemas e falhas diversas, quedas de rendimentos e por aí vão as desvantagens ...

Depois, ao redor de 1989 a 1990 para piorar essa situação, ainda vieram as crises da falta do etanol no nosso mercado pq era mais conveniente economicamente para a industria do etanol produzir e vender o açúcar e não o etanol e por causa disso, foi uma correria para converter novamente os motores 100% a etanol para funcionarem c/ gasolinas e isso eram mais um quebra galho forçado devido a essa situação.

Até veículos da minha familia não escaparam disso e passaram tb várias vezes por essas conversões mecânicas às pressas do etanol para as gasolinas.

Mas com a intervenção do governo federal , essa situação da falta do etanol foi sendo contornada e progressivamente normalizada lá por volta de 1991.

Enquanto isso, a VW do Brasil lança aqui em 1989 c/ o seu novo e famoso Gol GTI , que foi um dos mais caros esportivos daquela época , mostrando com ele o nosso primeiro sistema de injeção eletrônica de combustível multiponto a gasolina no motor AP 2000i e em 1992 começaram a aparecer os primeiros sistemas de injeção eletrônica de combustível concorrentes lançados pela Chevrolet na linha monza EFI, mas apenas com um único bico injetor, primeiro para os motores a gasolina e em seguida para os motores 100% a etanol no monza 2.0 e isso ainda em 1992 e em seguida, vieram os famosos omega com motores eletronicamente injetados multiponto com gasolina e tb com etanol.

E depois , essa evolução da eletrônica nos motores foi se alastrando cada vez mais em todas as demais marcas mas os motores 100% a etanol só se consolidaram definitivamente no nosso mercado no ano de 2003 com o lançamento da tecnologia flexfuel aqui no nosso mercado e de lá até os dias atuais, esse sistema foi sendo progressivamente mais aprimorado a ponto de atualmente ser 100% IMPOSSÍVEL saber apenas conduzindo qq veiculo flex se ele está abastecido só com gasolina ou somente com etanol.

Portanto , essa atual tecnologia flexfuel já está mais do que 100% aprovada e consolidada não só aqui no Brasil mas no mundo todo e ainda assim, devo citar que infelizmente permanecem os reflexos da maioria daqueles antigos MITOS e daquelas antigas lembranças de quando essa tecnologia do etanol abastecendo os motores apenas se iniciava aqui no Brasil e óbvio que aqueles antigos motores a etanol não funcionavam 100% perfeitos como ocorre hoje, mas devemos tb informar que a bem da verdade , nem os motores 100% a gasolina daquela época dos carburadores e dos distribuidores mecânicos não mostravam que tinham um funcionamento macio , preciso, constante e confiável como vemos nos dias atuais e eles tb nunca eram econômicos como dispomos hoje e toda essa evolução se deve graças ao advento massivo da eletrônica gerenciando 100% de todos os motores atuais, sejam eles a gasolina, a etanol, flex e até nos motores que consomem o gás GNV.

É isso aí colegas, por isso ainda acredito que entre mortos e feridos, salvaram-se todos, valeu.

_________________
Jetta TSI 13/13 cinza platinum, couro beje, unichip, cold air intake, DP sem catalisador.

Creta Prestige 2.0 - 17/18 prata sand - couro marron.

HB20 1.6 confort plus 12/13 cinza titanium.

Opala coupé 1982 - verde metálica, 4400.


Voltar ao topo
 Perfil Enviar mensagem particular  
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 96 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 6, 7, 8, 9, 10

Todos os horários são GMT - 3 horas


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Ir para:  








Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group
Traduzido por: Suporte phpBB